Defesa de Tese do Programa de Pós-Graduação em Demografia/CEDEPLAR/FACE/UFMG

Calendário
Defesas
Data
29.06.2017 2:00 pm - 6:00 pm

Descrição

Defesa de Tese do Programa de Pós-Graduação em Demografia/CEDEPLAR/FACE/UFMG

Aluno: Márcio Mitsuo Minamiguchi

Título: “Monoparentalidade Feminina no Brasil: Dinâmica das Trajetórias Familiares”

Data da Defesa: 29/06/2017

Horário: 14h00

Orientadora:     Profa. Simone Wajnman (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Coorientador:   Prof. Eduardo Luiz Gonçalves Rios Neto (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Banca Examinadora:     

Profa. Simone Wajnman (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Prof. Eduardo Luiz Gonçalves Rios Neto (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Prof. José Alberto Magno de Carvalho (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Profa. Laura Lídia Rodríguez Wong (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Profa. Cíntia Simões Agostinho (IBGE)

Profa. Joice Melo Vieira (NEPO/UNICAMP)

 Local da Defesa: Auditório nº 1 – Bloco de Seminários - Prédio da FACE/UFMG - CAMPUS PAMPULHA

 RESUMO:

Em uma abordagem demográfica, a forma como a população se distribui em diferentes categorias familiares, em um determinado período, podem ser pensadas como resultantes das experiências vivenciadas pelas suas sucessivas coortes em termos de trajetórias de formação de famílias. Tendo essa abordagem como cenário, esta tese procura analisar a monoparentalidade feminina como uma transição familiar, caracterizada por eventos que envolvem a entrada e saída para esse tipo de arranjo familiar no Brasil. Devido à escassez de bases de dados que permitam mensurar os processos de formação e de dissolução das famílias de forma direta, esta tese desenvolve uma forma de mensuração indireta, a partir dos dados disponíveis dos três censos demográficos brasileiros mais recentes, de 1991, 2000 e 2010. Além de estabelecer um método para mensurar a intensidade com que se dão os eventos da dinâmica monoparental, esta tese aponta para a não homogeneidade da monoparentalidade, pela importância do período e do contexto social nos quais ela ocorre. Por este motivo, faz-se necessária a análise dos diferenciais segundo categorias de nível de educação, como elemento essencial, buscando considerar de que forma a dinâmica familiar ocorre nos diferentes contextos.

 ABSTRACT:

In a demographic approach, the way a population is distributed into different family categories in a given period may be thought as resulting from its successive cohorts’ family formation experiences. From this perspective, this thesis aims to assess single motherhood as a family transition characterized by events related to its entry and exit into this family arrangement category in Brazil. Due to the lack of data bases designed to allow direct measuring of the families’ formation and dissolution processes, this thesis develops an indirect measuring approach from 1991, 2000 and 2010’s Brazilian demographic census available data. It establishes a method for measuring the single parental dynamics intensity as well as it points the heterogeneity of single motherhood as a result of the time period and social context in which they take place. Therefore, a differential assessment is needed having the education background as an essential element in order to consider the way family dynamics occurs in these different contexts.